RÁDIO PORTAL FM DE CATARINA ONLINE

RÁDIO PORTAL FM DE CATARINA ONLINE - WHATSAPP E CELULAR - (88) 9-8832-5446

sexta-feira, 27 de outubro de 2017

Suspeito de ataques a banco e tráfico é capturado Independência

 Raphael Vilarinho disse que 'Gorilão' participou de, pelo menos, quatro ataques a bancos no Ceará ( Foto: JL Rosa )
Um homem suspeito de diversos ataques a banco no Ceará, de arregimentar criminosos do Sudeste para praticarem crimes aqui e de traficar drogas, foi preso durante uma operação da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF), na quarta-feira (24). Francisco das Chagas Ribeiro dos Santos, o 'Gorilão', foi capturado com um rifle calibre 44, arma potente, comumente utilizada em ataques a instituição financeiras. A detenção ocorreu no Município de Independência. De acordo com o delegado titular da DRF, Raphael Vilarinho, as investigações acerca das ações de 'Gorilão' duraram mais de um ano. "Havia um grau de complexidade muito grande na identificação de líderes da organização criminosa. Começamos a investigá-lo em 10 de agosto de 2016, por conta do ataque contra duas agências bancárias do Município de Senador Pompeu", declarou Vilarinho.

Ainda conforme o delegado, durante as investigações ficou comprovado que Francisco Santos participou de, pelo menos, quatro ataques a bancos no Ceará. Somente no ano de 2017, ele já teria participado dos ataques ocorridos em Pedra Branca, no dia 2 de março; e em Hidrolândia, no dia 3 de agosto, quando as duas agências locais foram alvos da quadrilha.
Líder
Segundo as apurações da DRF, 'Gorilão' era uma espécie de 'gerente' de Cícero Carlos Grigório, o 'Irmão Gabriel' , líder do bando, preso pela Especializada em março de 2017. Com a detenção do criminoso, 'Gorilão' assumiu a liderança da quadrilha. "A função dele, além de ser linha de frente nos ataques, era realizar todos os levantamentos dos assaltos a bancos e dar apoio logístico a bandidos de outros Estados, especialmente São Paulo, para a prática de crimes aqui no Ceará", pontuou Vilarinho.
O delegado afirmou também que, além dos ataques a bancos 'Gorilão' comandava a distribuição de drogas, nas cidades de Pedra Branca, Hidrolândia e Independência, e, por conta de questões ligadas à negociação de entorpecentes, ordenava execuções de desafetos.
Conforme a Polícia Civil, foi Francisco dos Santos que deu apoio logístico para que Douglas Aparecido Piovesan, um dos maiores assaltantes de banco do País, viesse para o Ceará. O criminoso paulista foi preso pela DRF, em agosto de 2016, mas acabou fugindo do Sistema Penitenciário, em junho de 2017