RÁDIO PORTAL FM DE CATARINA ONLINE

RÁDIO PORTAL FM DE CATARINA ONLINE - WHATSAPP E CELULAR - (88) 9-8832-5446

domingo, 26 de novembro de 2017

Morre bispo emérito de Iguatu, dom José Doth de Oliveira; diocese decretou luto por sete dias

Foto de Honório Barbosa
Morreu neste domingo, 26, no Hospital Público Municipal São Sebastião, na cidade de Pedra Branca, por volta das 17 horas, o bispo emérito da Diocese de Iguatu, dom José Doth de Oliveira, 79 anos. Internado desde a última quinta-feira, 23, o religioso teve o seu estado de saúde agravado neste sábado, quando apresentou pneumonia. O bispo da diocese de Iguatu, dom Édson de Castro Homem, divulgou nota de falecimento. A diocese de Iguatu decretou lutou oficial por sete dias para que as devidas honras e despedidas sejam prestadas pela população ao bispo emérito.  Após liberação do corpo haverá missas de corpo presente na cidade de Pedra Branca, no distrito de Mineirolândia, em Mombaça e em Iguatu, onde será sepultado na Catedral de São José. 

A diocese ainda não definiu a data da missa e do sepultamento em Iguatu, que deverá ocorrer nesta quarta-feira próxima. Dom José Doth sofria de problemas decorrentes de doença degenerativa (Alzheimer). Estava sob os cuidados de parentes, em sua cidade natal, Pedra Branca. No início deste mês, o bispo dom Édson de Castro Homem visitou dom José Doth, em Pedra Branca, e neste domingo lamentou o ocorrido. “Foi um pastor dedicado, homem simples e um pai para mim”, disse o padre João Batista. 
O primeiro bispo de Iguatu e emérito, dom Mauro Ramalho, lamentou a morte de dom José Doth e disse que ele foi um padre e bispo dedicado ao serviço da igreja. Dom José Doth deixou como principal legado a construção da Catedral de Iguatu, dedicada a São José.Consagração  O religioso foi consagrado bispo em 1990, assumindo a função de bispo coadjutor da Diocese de Palmares. A solenidade de consagração episcopal ocorreu em Iguatu. Dois anos depois, em fevereiro de 1992, foi transferido e assumiu a função de bispo coadjutor da diocese de Iguatu.
Renúncia
    Em 2000, sucedeu o primeiro bispo da diocese de Iguatu, dom José Mauro Ramalho, ficando até 2009, quando renunciou ao cargo devido a problemas de saúde. Em seu lugar, assumiu dom João Costa, que ficou no cargo até 2014, quando foi nomeado arcebispo coadjutor de Aracaju.  Em Junho de 2015, assumiu a diocese de Iguatu, dom Édson de Castro Homem, oriundo do Rio de janeiro.