RÁDIO PORTAL FM DE CATARINA ONLINE

RÁDIO PORTAL FM DE CATARINA ONLINE - WHATSAPP E CELULAR - (88) 9-8832-5446

sábado, 27 de janeiro de 2018

Comerciante e o irmão executados a tiros de pistola em Icó

Fotos - Diário Centro Sul 
Um duplo homicídio ocorrido na manhã desta sexta feira, 25, na cidade de Icó, na região Centro-Sul do Ceará,mobilizou policiais civis e militares, e abalou a população. Inicialmente, o comerciante Sebastião Rogério Pereira de Souza, 41 anos, conhecido por ‘Xuxa’, foi assassinado em sua oficina de conserto de motos, localizada nas proximidades do Balão do Padre Cicero. A vítima foi surpreendida e sofreu vários tiros de pistolaPraticamente no mesmo horário, um indivíduo que supostamente estaria de moto matou a tiros o vendedor de peixes, no Mercado Público de Icó, Cícero Márcio Pereira de Souza, 34 anos, conhecido por ‘Marcinho’. A vítima era irmã de Sebastião Rogério, o Xuxa.
Inspetores da Delegacia Regional de Polícia Civil de Icó estiveram nos locais das mortes dos dois irmãos e apreenderam cápsulas de pistola ponto 40 e 380 que serão periciadas.


Os corpos dos irmãos Sebastião Rogério e Cícero Márcio foram encaminhados para serem necropsiados no IML de Iguatu.
Antecedente 
No dia 2 de dezembro do ano passado, um sábado pela manhã, o irmão de Xuxa e Marcinho, Francisco Wenceslau Marcos Souza, 37 anos, conhecido por Boró, também comerciante, morreu após tiroteio com Francisco Alencar de Souza, 66 anos.
Alencar saiu baleado e foi hospitalizado. Já na noite de 31 de dezembro de 2017, o agropecuarista Raimundo Pequeno Landim, 53 anos, conhecido por Raimundinho, foi morto a tiros de pistola por uma dupla que estava em uma moto.
O agropecuarista Raimundo Landim era primo de Alencar, que havia travado tiroteio com Boró. Já no dia 3 de janeiro no sítio Montante em Orós, três suspeitos de vários crimes em Icó, morreram em confronto com policiais do Cotar. Com eles,  a Polícia Militar havia encontrado um carro roubado, três pistolas de calibres ponto 40, 45 e 380 e dezenas de munições.
Os que morreram no confronto seriam suspeitos da morte do agropecuarista Raimundo Landim. A Polícia acredita que as últimas mortes em Icó ocorreram em meio a uma rixa. O delegado regional de
Polícia Civil, Erlon Leite, investiga este rosário de violência.

Com colaboração e fotos de Richard Lopes