RÁDIO PORTAL FM DE CATARINA ONLINE

RÁDIO PORTAL FM DE CATARINA ONLINE - WHATSAPP E CELULAR - (88) 9-8832-5446

segunda-feira, 8 de janeiro de 2018

HOMEM MATA A PRÓPRIA FILHA, TENTA MATAR A EX COMPANHEIRA E DEPOIS PRATICA SUICÍDIO POR ENFORCAMENTO EM CRATEÚS

Foto - Blog do Tony Sales 
Um fato grave foi registrado na manhã desta segunda(08) por volta das 06h30min, na estrada que liga os Distritos de Assis ao de Ibiapaba, más precisamente na Localidade de Retiro, zona rural de Crateús. Foi vítima de Homicídio a bala a pessoa de LUANA RUFINO BEZERRA, filha de José Bezerra Sobrinho e Maria Eloneida da Silva Rufino, fiscal de obras, 22 anos, residente no Distrito de Ibiapaba, zona rural de Crateús-CE. Segundo populares, a vítima trafegava em uma motocicleta modelo HONDA FAN, de cor preta, placa não informada, pela estrada que liga o Distrito de Ibiapaba ao Distrito de Assis, quando foi interceptada por um veículo modelo Prisma, de cor vermelha, guiado pelo próprio pai, pessoa de JOSÉ BEZERRA SOBRINHO, vigilante, residente no Distrito de Ibiapaba, zona rural de Crateús-CE, que efetuou um disparo contra a cabeça da própria filha, que veio a óbito no local.



O acusado dirigiu-se ao Distrito de Ibiapaba, zona rural de Crateús-CE, onde tentou matar sua ex-esposa, a sra. MARIA ELONEIDA DA SILVA RUFINO, filha de Maria da Silva Rufino e de Francisco Soares Rufino, residente no Distrito de Ibiapaba, zona rural de Crateús-CE, que se encontrava na casa de familiares, O Sr Antônio Pereira de Sousa, entrou em luta corporal com o acusado, conseguiu desarmá-lo.
O acusado evadiu-se do local, dirigindo-se até a sua residência, onde cometeu suicídio por enforcamento.
Os corpos de vítima e acusado foram recolhidos pelo “Rabecão” do IML da cidade de Tauá-CE.
Foi apreendido um revolver taurus 38, que estava com Zé Lúcio e que foi tomado pelo Senhor Antônio Pereira.

A nossa reportagem esteve no local e colheu informações que, Zé Lúcio estava separado de Heloneida a alguns meses. Ele tentava reatar o relacionamento é ela não queria.
Luana trabalhava na cidade de Ipaporanga e acredita-se que o acusado premeditou o crime, inclusive ele já tinha ido da estrada antes, retornado, depois voltou novamente chegando a encontrar a vítima. Houve uma discussão e em meio à discussão ele sacou a arma e acabou assassinando a própria filha.