RÁDIO PORTAL FM DE CATARINA ONLINE

RÁDIO PORTAL FM DE CATARINA ONLINE - WHATSAPP E CELULAR - (88) 9-8832-5446

sábado, 17 de fevereiro de 2018

Réus acusados de participação na morte da professora Rosiane foram julgados em Iguatu

Foto - Blog do Edy Fernandes 

Foi realizado nessa quinta-feira,15,no fórum Desembargador Boanerges de Queiroz,na cidade de Iguatu,o julgamento de mais dois acusados de participação na morte da professora Antonia Rosiane Alexandrino Mota,fato ocorrido no ano de 2012.Na época a professora foi sequestrada e encontrada morta alguns dias depois no Estado do Piaui.O principal acusado,Ismael Sampaio Costa,já havia sido julgado e condenado e cumpre pena em Juazeiro do Norte.Nessa quinta-feira foram a julgamento os réus Francisco Wilmes Gomes Mota,conhecido como William e Felipe Maciel Fernandes.O júri foi presidido pelo juiz substituto,dr.Eduardo André Dantas Silva.O réu Francisco Wilmes foi defendido pelo defensor público dr.Paulo Cesar e o réu Felipe Maciel teve na defesa o advogado tauaense dr.Carlos Augusto,o Guto Lima.


O júri foi longo,começou no inicio da tarde e só veio terminar no periodo noturno,após uma intensa batalha entre defesa e acusação.No final o tribunal do júri definiu a sentença dos réus.O réu Francisco Wilmes Gomes Mota  foi condenado a 14 anos e 03 meses pelo crime de homicídio duplamente qualificado e 01 ano e 06 meses pelo crime de ocultação de cadáver, totalizando 15 anos e 09 meses.Ele estar preso na penitenciária de Juazeiro do Norte e segue preso,de acordo com a decisão.O réu Felipe Maciel foi absolvido dos crimes de homicídio e de extorsão e  foi condenado a 01 ano e 06 meses pelo crime de ocultação de cadáver, só que, por ele ser menor de 21 anos de idade há época dos fatos, foi beneficiado pela atenuante da menor idade, sendo sua pena reduzida em 1/6, tornando definitiva em 01 ano e 03 meses, a ser cumprida em regime aberto. Levando em consideração o tamanho da pena e o tempo decorrido, essa pena cai no instituto da prescrição.O réu já estava em liberdade.

O júri foi bastante concorrido e contou com a presença de um grupo de mulheres de Tauá que foi mobilizado através da Associação das mulheres.Familiares das vitimas também estiveram presentes acompanhando o julgamento.