sexta-feira, 13 de abril de 2018

Campanha Ceará sem Drogas mobiliza jovens de Tauá

presidente da AL, deputado Zezinho Albuquerque fala na 24ª edição da campanha Ceará Sem Drogas no município de Tauá
Foto - Dário Gabriel 

A 24ª edição da campanha Ceará sem Drogas chegou ao município de Tauá, na manhã desta quinta-feira (12/04), fortalecendo o movimento de conscientização sobre os riscos do uso de drogas. O evento reuniu aproximadamente 1.500 pessoas no campus do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IFCE) da cidade. Na sexta-feira (13/04), a comitiva da campanha segue para Massapê, que recebe a 25ª edição.O Ceará sem Drogas - projeto idealizado pelo presidente da Assembleia Legislativa, deputado Zezinho Albuquerque (PDT), em 2014 - promove debates no Estado sobre a necessidade de
prevenir o uso de drogas, as dificuldades enfrentadas por quem se torna dependente químico e as possibilidades de tratamento e recuperação.
Zezinho Albuquerque ressaltou a mobilização de todos os deputados da AL para a realização da campanha e a importância da participação dos gestores e da comunidade. O parlamentar observou que o Centro de Referência sobre Drogas registra um aumento de 30% nas ligações nos dias em que o evento da AL é realizado, o que retrata o tamanho do problema e a vontade de mais informação e, principalmente, da ajuda que o Poder Público pode oferecer por meio de tratamento. “Precisamos entender a dependência química como doença que precisa de ajuda e apoio de todos”, afirmou o presidente da Assembleia.
O evento contou com a participação do deputado estadual Audic Mota (PSB), 1º secretário da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa, de gestores públicos locais, estudantes, familiares, professores e profissionais de diversas áreas. Audic Mota afirmou que o evento é inspirador para que os jovens não tenham interesse em conhecer as drogas, que se tornaram uma chaga na sociedade. O parlamentar, que tem raízes tauaenses, agradeceu a participação da população no evento.
Carlos Windson Cavalcante, prefeito de Tauá, município de aproximadamente 57 mil habitantes no sertão de Inhamuns, afirmou que a realização do evento permite discutir um assunto muito delicado, que está fortemente relacionado com a violência.
O comentarista esportivo e ex-jogador da seleção brasileira de futebol Walter Casagrande, parceiro do Ceará sem Drogas, compartilhou sua experiência como usuário de drogas e respondeu perguntas do público. Ele comentou que sua relação com as drogas começou na adolescência e que está em um processo contínuo de cuidado e recuperação.
Casão, como ficou conhecido, lembrou também da carreira como atleta, uma vez que passou por times como Corinthians e Flamengo, atuou em países como Portugal e Itália e jogou na seleção brasileira, participando da Copa do Mundo de 1986. “Quando parei de jogar futebol, a droga passou a dominar pouco a pouco a minha vida”, contou. Ele abordou o impacto que a dependência química causou na vida de sua família, as perdas enfrentadas e a importância do apoio recebido para que pudesse se recuperar, processo que passou por longo internamento e continua até hoje, por meio de terapia.
Casagrande destacou ainda a realização de projetos como o Ceará sem Drogas e falou sobre seu trabalho na TV e aspectos do futebol atual.
Parceria
O Mestre Jaguar, do grupo de capoeira Garra Cearense, ressaltou o trabalho do projeto Capoeira para Todos, realizado em Tauá, em parceria com as escolas e a Secretaria de Juventude e Desporto. Segundo ele, por meio dos treinos e atividades do grupo, é possível identificar os jovens que estão em situação vulnerável e que podem se envolver com drogas, abrindo espaço para o diálogo. A professora da Escola de Ensino Fundamental Joaquim Pimenta, Marleide Deodato, lamentou que a presença das drogas seja cada vez maior na comunidade. “A primeira coisa que eles fazem quando começam a usar drogas é abandonar a escola”, relatou.
Estudantes do 2º ano do ensino médio do IFCE de Tauá, Sara Rodrigues e João Felipe Matias, de 16 anos, comentaram a importância da informação para alertar sobre os riscos do uso de drogas. Para eles, tem sido cada vez mais comum saber de pessoas que usam drogas e enfrentam problemas.
Antônio Dalécio Chaves, comerciante de Tauá, alertou para o uso do álcool, que considera a porta de entrada de muitas pessoas para outras substâncias. “Se uma criança ou jovem sair daqui e comentar em casa o que ouviu, já está passando informação”, afirmou, ao elogiar a iniciativa da AL.
Realizada há quatro anos, a campanha já passou pelas cidades Aracati, Acaraú, Aquiraz, Campos Sales, Cruz, Crateús, Crato, Fortaleza, Horizonte, Limoeiro do Norte, Nova Russas, Ocara, Russas, Sobral, Brejo Santo, Boa Viagem, Várzea Alegre, Itatira, Morada Nova e Itapajé.
Serviço
Atendimento do Centro de Referência sobre Drogas (CRD): 0800 275 1475.
Mais informações sobre a Campanha Ceará sem Drogas na AL: 3277 2504.