quinta-feira, 19 de abril de 2018

cidades do Ceará que registraram as maiores médias de chuvas nos 100 primeiros dias de 2018

Foto: Saulo Roberto
Nos 100 primeiros dias de 2018, os municípios que registraram as maiores médias de chuvas foram Barroquinha, com 1.119 mm, Granja, com 1.117,78 mm, e Moraújo, com 970 mm. Fortaleza aparece na 24ª posição, com 726,42 mm. Os dados são entre os dias 1º de janeiro e 10 de abril deste ano e foram divulgados pela Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme). A lista mostra também as cidades com menores média de precipitações no Estado. Em último lugar aparece Tejuçuoca, com 206,27 mm, Banabuiú está em penúltimo, com 239,40 mm, e Solonópole integra a relação das três menores médias, com 239,40 mm.
 Apesar de ter registrado a maior chuva do ano do Ceará, a cidade de Icapuí está na 104ª posição, com 501,82 mm. Na última sexta-feira (13), o município teve uma precipitação de 255 mm, a maior  de Icapuí em 30 anos. Entre os municípios da Grande Fortaleza, além do destaque para a Capital, Aquiraz teve média de chuvas de 655,11 mm, em 45º lugar. Já o Eusébio registrou 637 mm, figurando em 49º, Maranguape teve 575,21mm, em 64º, e Caucaia aparece em 96º, com 516,54 mm. Várzea Alegre foi uma das cidades com mais registros na Região do Cariri. Em 9º lugar, o município teve 817,88 mm.  Em oitavo lugar na relação, Barbalha contou com 826,70 mm. Já Juazeiro do Norte teve 699,16 mm, aparecendo em 28º lugar, e Crato com 688,02 mm, estando na 31ª posição do ranking. 

Dentre os diversos municípios localizados na região do Sertão Central do Estado, Ibaretama integra a lista na 145ª posição, com registros médios de 398,46 mm. Canindé aparece em 158º, com 360,73 mm, Boa Viagem em 159º, com 360,07 mm, Quixadá em 161º, com 358,64 mm, e Quixeramobim em 155º, com 366,78. Lavras da Mangabeira é um dos destaques da região Centro Sul, aparecendo na 29ª posição, com 694,68 mm, Cedro está na 61ª, com 576,81 mm, Icó na 126ª, com 455,36 mm, e Iguatu na 128ª, com 444,31. Destaque dos últimos dias devido a intensas precipitações, Granja contabiliza nos 100 primeiros dias do ano 1.117,78 mm de média de precipitações, ocupando o segundo lugar dentre as cidades com maior registro no Estado.

Ubajara, Ipu, Viçosa do Ceará e Itapipoca também são destaques da Zona Norte. Na 12ª posição, Ubajara teve 802,89mm, Ipu está no 13º lugar, com 798,03 mm, Viçosa no 20º, com 764,51 mm, Itapipoca no 44º, com 661,77 mm.  Sobral aparece na 121ª posição, com 462,19 mm. 
Aportes de açude nem sempre decorrem das chuvas locais
As chuvas locais dos municípios nem sempre garantem o aporte dos açudes localizados em suas áreas. O meteorologista da Funceme, Raul Fritiz, explicou, em reportagem publicada nesta quinta no Diário do Nordeste, que para os reservatórios continuarem aumentando sua capacidade é necessário precipitações nas áreas onde estão os afluentes. 
“Para que o volume dos açudes continue aumentando é necessário ocorrer chuvas nas regiões onde estão localizados os afluentes dos rios que desaguam nos reservatórios", observa Fritz.