RÁDIO PORTAL FM DE CATARINA ONLINE

RÁDIO PORTAL FM DE CATARINA ONLINE - WHATSAPP E CELULAR - (88) 9-8832-5446

quinta-feira, 19 de abril de 2018

Sobe para quatro o número de mortes por H1N1 no Ceará neste ano: Cidades onde ocorreram os óbitos foram Fortaleza, Iracema, Solonópole e Eusébio.

Campanha de vacinação contra influenza no Ceará é antecipada para esta sexta-feira (Foto: Divulgação/Secretaria Municipal de Saúde)
Foto: Divulgação/Secretaria Municipal de Saúde

Subiu para quatro o número de mortes por gripe influenza A H1N1 no Ceará neste ano. As cidades onde ocorreram os óbitos foram Fortaleza, Iracema, Solonópole e Eusébio. O número de casos da doença chega a 27 no Ceará. Os registros da doença foram confirmados em sete cidades do estado, a maior parte delas em Fortaleza. Por conta do aumento no número de mortes em decorrência da influenza, a Secretaria da Saúde do Ceará antecipou para esta sexta-feira (20) o início da campanha de vacinação contra a doença.

Campanha de vacinação
Segundo a Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), nesta quinta-feira (19) é concluída a distribuição da primeira remessa da vacina para as Coordenadorias Regionais de Saúde, que enviam para os municípios.
As doses previnem contra três tipos de influenza: influenza A H1N1, influenza A H3N2 e Influenza B. O tipo que tem despertado maior preocupação nas autoridades e na população é a H1N1, responsável por quatro mortes no Ceará este ano.
Em todo o Ceará devem se vacinar 2.286.637 de pessoas dos grupos prioritários. Estão no grupo prioritário:
idosos a partir de 60 anos
crianças de seis meses aos menores de cinco anos
trabalhadores de saúde
professores das redes pública e privada
povos indígenas
gestantes e mães com até 45 dias após o parto
pessoas privadas de liberdade – o que inclui adolescentes e jovens de 12 a 21 anos em medidas socioeducativas
funcionários do sistema prisional
Os portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais também devem se vacinar, alerta a secretaria.
Cuidados necessários
Além da vacina, há outras formas de prevençao e de ajudar a não propagar a doença, recomendadas pela Secretaria da Saúde. São elas:
Lavar e higienizar as mãos com frequência
Não compartilhar objetos de uso pessoal, como talher, copo e garrafa
Evitar tocar mucosas do olho, nariz e boca
Ter boa alimentação e beber bastante líquido
Evitar contato com pessoas que estejam com sintomas da gripe
Manter a sua casa bem arejada