RÁDIO PORTAL FM DE CATARINA ONLINE

RÁDIO PORTAL FM DE CATARINA ONLINE - WHATSAPP E CELULAR - (88) 9-8832-5446

quarta-feira, 6 de junho de 2018

Morre Chico Paes do Assaré, membro da família Paes de Andrade, de Catarina.

Foto  enivada por  Dr. Rafael Paes de Andrade, ex-prefeito de Catarina.

Faleceu durante a madrugada desta quarta-feira (6), na cidade de Assaré, por morte natural, o Mestre da Cultura Popular Cearense, Francisco Paes de Castro, popularmente conhecido como Chico Paes do Assaré, aos 80 anos de idade. Chico Paes era tio do ex-vice-prefeito de Catarina, Iran Paes de Andrade. Desde 1957, Chico Paes sempre estava presente na cidade de Catarina participando dos mais diversos eventos festivos e culturais e revendo seus familiares.
Os familiares de Chico Paes do Assaré, como por exemplo, o ex-vice-prefeito de Catarina, Iran Paes de Andrade, os ex-prefeitos Dr. Jefferson Paes de Andrade e Dr. Rafael Paes de Andrade e o atual prefeito de Catarina,, Dr. Thiago Paes de Andrade Rodrigues, lamentaram a morte de Chico Paes.

Foto – Dr. Rafael Paes de Andrade, ex-prefeito de Catarina.

(Por - Diomar Araújo / Blog do Domar Araujo). 

A Prefeitura Municipal de Assaré lamentou a morte de Chico Paes e destacou seu legado.




Francisco Paes de Castro, identificado no meio artístico e familiar por Chico Paes, que assumiu a eternidade no início da madrugada deste dia 6 de junho.
O mestre Chico Paes partiu deixando a sua história construída sobre uma concertina de 8 baixos, que por força da sua habilidade em manuseá-la como ninguém, fez a alegria do povo sertanejo por mais de 80 anos. E com certeza, será bem acolhido na Mansão Celestial. Porque os músicos, assim como os pássaros, são membros efetivos da sinfonia de Deus.
Neste momento de pesar, a Gestão do prefeito Evanderto Almeida associa-se na dor dos familiares do Mestre Chico e coloca-se à disposição para colaborar no que for necessário ao velório.
Verdadeiramente entristecidos, assinam em nome do povo assareense:

Evanderto Almeida – Prefeito Municipal.
Vavá Gois – Secretário de Cultura e Equipe.

Biografia de Chico Paes.
MESTRE: Francisco Paes de Castro
Nome Artístico: Chico Paes
Ofício: Mestre da harmônica de oito baixos (Pé de bode).

BIOGRAFIA DO MESTRE.
Francisco Paes de Castro (Chico Paes), Nasceu em Assaré no dia 23 de outubro de 1925, agricultor casado com Maria Helena da Silva com quem teve 03(três) filhos. Chico Paes morou no sítio Riacho do Felipe no município de Tarrafas e com 08(oito) anos começou a tocar harmônica de oito baixos, instrumento musical conhecido popularmente como sanfona pé de bode, dando os seus acordes iniciais com o seu pai que já era sanfoneiro, e Chico Paes sempre vendo o seu pai tocar, pegava a sanfona escondido do mesmo quando ele ia para o roçado trabalhar. Sua família é composta de 09(nove) irmãos dos quais 02(dois) tocavam instrumentos musicais.

Nosso mestre além de tocar sanfona também tocou junto com o seu pai zabumba e pandeiro que era a sua grande inspiração, cada vez mais entusiasmado com o talento do filho seu pai comprou o primeiro instrumento musical para o seu filho e o mesmo teve que pagar trabalhando na roça. Aos 20(vinte) anos Chico Paes já tocava sanfona de oito baixos profissionalmente em festas, casamentos, aniversários e com amigos onde começaram a reconhecer o seu sucesso como tocador na região, e assim encontro muitos parceiros para tocar, dentre eles o maior tocador da região, que era Zé Pinheiro da Paraíba, que já faleceu, mas se apresentaram por muitas vezes juntos.

Depois de seu sucesso já consolidado seu Chico lançou uma música que fez muito sucesso, o nome dessa música é Copo Cheio, e tem uma curiosa história, pois tudo começou quando ele estava em uma roda de amigos bebendo numa mesa de bar e os copos estavam todos cheios de cerveja e assim ele fez essa música.

O nosso mestre já foi convidado para tocar nas festas de Patativa por muito tempo, e também sempre recebeu convites para tocar com grandes artistas como: Dominguinhos, Alcimar Monteiro, Jorge de Altinho, Dorgival Dantas e outros. Chico Paes já possui um CD gravado com 15(quinze) músicas e o nosso mestre tinha um grande ciúme da sua sanfona, pois dela ele apresentava as suas músicas já gravadas e de outros artistas, e o seu ciúme era tanto com ela que não deixava qualquer pessoa tocar, só quem realmente sabia, por isso ele falava que a sua sanfona pé de bode era o seu casamento pro resto da vida.








Nenhum comentário:

Postar um comentário