RÁDIO PORTAL FM DE CATARINA ONLINE

RÁDIO PORTAL FM DE CATARINA ONLINE - WHATSAPP E CELULAR - (88) 9-8832-5446

quarta-feira, 25 de julho de 2018

Vereador suspeito de estuprar criança é preso em Umari

delegacia
 FOTO: HONÓRIO BARBOSA 
O médico e vereador do Município de Aurora, Valmir Costa Gonçalves, de 46 anos, foi preso, na manhã de ontem, sob a suspeita de abusar sexualmente de uma menina de 11 anos. Segundo a Polícia Civil, o crime teria acontecido, no último dia 11 de julho, durante um dos plantões do médico, dentro do Hospital de Pequeno Porte de Umari Ecilda Barbosa Ribeiro, localizada no Centro-Sul do Ceará. Inspetores da Delegacia Municipal de Ipaumirim, coordenados pelo delegado Felipe Lira, foram responsáveis por cumprir o
mandado de prisão temporária contra o vereador de Aurora. O homem, conhecido como Doutor Valmir, não tinha antecedentes criminais. Ele foi localizado em sua residência. A decisão pela detenção do médico foi expedida pelo juiz de Umari.
O delegado que participou da captura afirmou que a prisão tem o prazo de 30 dias, podendo ser prorrogada por igual período. Encaminhado para a Delegacia Municipal do Município do Cedro, o suspeito foi ouvido e permanecia encarcerado à disposição da Justiça, até o fechamento desta edição.
Felipe Lira ressaltou que o vereador de Aurora foi acompanhado por quatro advogados, durante todo o procedimento. O delegado e a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) ressaltaram que não poderiam informar mais detalhes a respeito do caso, para não atrapalhar o andamento do inquérito policial e para preservar a imagem da vítima.
Além de trabalhar como médico no Hospital de Pequeno Porte de Umari Ecilda Barbosa Ribeiro, Valmir Gonçalves também é diretor clínico do Hospital Regional de Icó Prefeito Walfrido Monteiro Sobrinho. Antes disso, foi médico da estratégia de saúde da família, no Centro de Saúde de Baixio, e atendeu, até 2017, na Unidade de Saúde da Família do Município de Triunfo, no Estado de Pernambuco.
O suspeito é natural de Porto Velho, no Estado de Rondônia, e foi eleito no último pleito, de 2016, sendo o terceiro vereador mais votado em Aurora, com 1.280 votos. O mandado de Gonçalves é válido até 2020.
Atualmente, na Câmara de Aurora, o suspeito é relator da Comissão de Orçamento e Finanças e membro da Comissão de Justiça e Redação. A reportagem tentou entrar em contato com a Câmara, com objetivo de saber se as funções do vereador seriam suspensas após a prisão, porém, nenhuma ligação foi atendida, nem houve retorno por e-mail.
Repercussão
Em Aurora, a prisão do vereador gerou repercussão entre os moradores, já que o suspeito era muito conhecido. Algumas pessoas ouvidas pela reportagem classificaram Valmir Gonçalves como "bom médico"; porém, outra moradora disse que já existia "boatos sobre isso há cerca de seis anos". "Várias pessoas sabiam e não fizeram nada, e ainda o elegeram como vereador", reclamou. Ele atendia em Aurora, em sua própria casa, onde funcionava um consultório particular.

Fique por dentro

Em caso de condenação, lei prevê cassação
A Constituição Brasileira prevê a cassação do mandato de vereador em caso de "efeitos da condenação criminal irrecorrível acerca da perda do mandato parlamentar", ou, se ele for julgado e condenado. As restrições dos direitos políticos do parlamentar municipal são suspensas até o fim da pena, conforme o texto da legislação que versa sobre os casos que envolvem autoridades eleitas. Já os médicos, além das sanções penais impostas a todos os cidadãos brasileiros, estão subordinados também ao Conselho Regional de Medicina (CRM) de cada Estado, no que diz respeito ao exercício da profissão. O órgão pode suspender ou cassar o registro de um médico, após julgamento pelo Conselho Federal de Medicina

Nenhum comentário:

Postar um comentário