RÁDIO PORTAL FM DE CATARINA ONLINE

RÁDIO PORTAL FM DE CATARINA ONLINE - WHATSAPP E CELULAR - (88) 9-8832-5446

segunda-feira, 27 de agosto de 2018

PROPAGANDA ELEITORAL ; Camilo tem maior fatia do tempo de TV e rádio

info

A partir da próxima sexta-feira (31) até o dia 4 de outubro, os candidatos participarão do horário eleitoral gratuito de propaganda no rádio e na televisão. A distribuição do tempo foi anunciada, ontem, pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-CE), em audiência pública na sede do Tribunal, em Fortaleza, com representantes de partidos e de veículos de comunicação. O governador Camilo Santana (PT) é quem detém a maior fatia do espaço na mídia, com seis minutos e 18 segundos em cada bloco de 25 minutos de propaganda e mais de 600 inserções ao longo da campanha. Na ocasião, foi sorteada, também, a ordem de veiculação dos programas dos candidatos a cada cargo.

Antes dessa divisão, porém, a coordenadora do juizado auxiliar da propaganda do TRE-CE, juíza Daniela Lima da Rocha, destacou tópicos do acordo que havia sido celebrado entre o Tribunal e a Associação Cearense de Emissoras de Rádio e Televisão (Acert) sobre a transmissão do horário eleitoral gratuito. Inicialmente, quatro rádios veiculariam as peças dos candidatos às eleições majoritárias e proporcionais, mas, durante a audiência pública, representantes de algumas das empresas de comunicação alegaram problemas técnicos que poderiam comprometer a programação. Uma das rádios ficou de fora.
Já as quatro emissoras de TV que gerarão o horário eleitoral gratuito não foram alteradas. Esse impasse atrasou o sorteio da ordem de exibição dos programas dos candidatos. Resolvida a questão, dúvidas sobre os horários de entrega das peças dos candidatos nos veículos estiveram entre as mais discutidas ao longo da audiência.
Quanto ao horário eleitoral gratuito, ele foi dividido em dois blocos de propaganda, com duração de 25 minutos cada, tanto no rádio como na TV, com exibições em dias alternados para cada um dos cargos em disputa. No rádio, a propaganda dos candidatos a senador, governador e deputado estadual vai ao ar às segundas, quartas e sextas, de 7h às 7h25 e de 12h às 12h25. Já para as candidaturas a deputado federal e a presidente da República, os programas serão exibidos às terças, quintas e sábados, de 7h às 7h25 e de 12h às 12h25.
Enquanto isso, na TV, o horário eleitoral gratuito dos postulantes a senador, governador e deputado estadual será transmitido, assim como no rádio, às segundas, quartas e sextas, de 13h às 13h25 e de 20h30 às 20h55. Para os candidatos a deputado federal e presidente da República, a propaganda na televisão será veiculada às terças, quintas e sábados, de 13h às 13h25 e de 20h30 às 20h55.
Além de um tempo fixo nos programas "em rede", os candidatos aparecerão em inserções, que variam de 30 a 60 segundos nas emissoras de rádio e de televisão, conforme plano de mídia aprovado na audiência pública. Para esse tipo de propaganda mais curta, será reservado um tempo total de 70 minutos na programação diária, inclusive aos domingos, entre 5h e 24h.
O candidato a governador que vai estrear o horário eleitoral gratuito, no dia 31 de agosto, de acordo com o sorteio realizado, é Francisco Gonzaga (PSTU), que terá nove segundos de propaganda em cada bloco, além de 16 inserções na programação das emissoras ao longo do primeiro turno. Em seguida, será exibido o programa de Mikaelton Carantino (PCO), durante nove segundos. Ele terá direito a 16 inserções. O terceiro programa a ser transmitido será o do candidato Hélio Gois, do PSL, que tem dez segundos em cada bloco e 19 inserções.
Depois de Hélio Gois, o quarto candidato a se apresentar no primeiro dia do horário eleitoral será Ailton Lopes (PSOL), com 17 segundos de propaganda e 32 inserções na programação. Em seguida, é a vez do candidato à reeleição, governador Camilo Santana (PT), que soma a maior fatia do horário eleitoral, com seis minutos e 18 segundos do tempo total de cada bloco de propaganda, além das 687 inserções. Para fechar o bloco no dia 31, o candidato do PSDB, General Theophilo, terá um minuto e 55 segundos para se apresentar e 210 inserções para utilizar no primeiro turno.
Com base na ordem sorteada, haverá um revezamento até o fim do horário eleitoral gratuito. Por exemplo, o candidato que se apresentou por último no primeiro dia de propaganda será o primeiro no dia seguinte, o primeiro passa a ser o segundo e assim sucessivamente. Na distribuição do tempo de cada candidato, partido ou coligação, o cálculo considera o tamanho das bancadas na Câmara dos Deputados. A divisão geral resulta também em "sobras", por diferenças de centésimos de segundo. Elas também foram sorteadas entre os candidatos a cada cargo, beneficiando alguns com inserções "extras".
Senado
Entre os 13 concorrentes aos cargos de senador no Ceará, é também da chapa do governador Camilo Santana o maior tempo de propaganda. O ex-governador Cid Gomes (PDT) terá três minutos e 10 segundos por bloco e 445 inserções no primeiro turno. Já os candidatos Eunício Oliveira (MDB) e José Alberto Bardawil (Podemos) detêm o segundo maior tempo do bloco - dois minutos e 14 segundos -, pela coligação formada com Avante, PHS, PRB, PSC, PSD e Solidariedade. Eles terão, também, 314 inserções. Os candidatos Luís Eduardo Girão (PROS) e Mayra Pinheiro (PSDB) terão 58 segundos por bloco e 136 peças de propaganda curta.
Já a coligação formada por PSOL e PCO terá a oito segundos para dividir a propaganda entre Anna Karina Cavalcante e Jamieson Simões, além de 21 inserções. Os candidatos Robert Burns (PTC) e João Saraiva (Rede) terão apenas seis segundos, com 14 inserções cada, enquanto Márcio Pinheiro e Pastor Pedro Ribeiro, ambos do PSL, terão cinco segundos e 13 inserções. Geraldo Magela (PSTU) e Alexandre Barroso (PCO) ficaram com quatro segundos por bloco, com 10 inserções cada um.
Quanto ao horário eleitoral gratuito destinado aos candidatos que concorrerão a vagas na Câmara, aqueles que estão na coligação formada por PCdoB, PMN, PP, PR, PT e PV terão, no total, três minutos e 37 segundos para divulgar as candidaturas, representando a maior fatia para o cargo de deputado federal. O menor tempo, por outro lado, será dos candidatos do DC e do PSL, que possuem apenas nove segundos. Para a disputa à Assembleia Legislativa, a maior fatia do bloco de propaganda será da coligação formada por MDB, PHS, Avante, SD, PSD, PSC, Podemos e PRB, com dois minutos e 35 segundos

Nenhum comentário:

Postar um comentário