RÁDIO PORTAL FM DE CATARINA ONLINE

RÁDIO PORTAL FM DE CATARINA ONLINE - WHATSAPP E CELULAR - (88) 9-8832-5446

quinta-feira, 20 de setembro de 2018

Estilhaços atingem casa após explosão de carro-forte em Saboeiro: 'vi o teto cair em cima de mim', diz moradora

Apesar do susto ninguém ficou ferido. Carro-forte no limite entre as cidades de Saboeiro e Jucás, no interior do Ceará. — Foto: Reprodução/TV Verdes Mares
Foto: Reprodução/TV Verdes Mares

A dona de casa Maria Robênia da Silva contou nesta quarta-feira (19) o desespero que passou com a família durante a explosão um carro-forte no limite entre as cidades de Saboeiro e Jucás, no interior do Ceará. Com a explosão partes do veículo atingiu o telhado de sua residência. Parte da sala e o quarto da família foram atingidos por peças do carro-forte. “Depois da explosão vi o teto cair em cima de mim. Aí a ligação [estava conversando com filho no aparelho celular] caiu e eu fiquei com celular da minha filha. O meu não achei. Muita poeira. Não sei nem como achei a porta da cozinha. Saí pelos fundos e cheguei na minha mãe. Tive só um corte na cabeça medicada”, conta assustada.


A dona de casa conta que ouviu muitos tiros e pessoas gritando. “Fiquei com muito medo e ouvindo muito tiro e gritos. Eu consegui ficar abaixadinha e cheguei até o quarto. Quando cheguei dentro do quarto, olhei para baixo e percebi que não tinha como ir para debaixo da cama. Afastei a sapateira e fiquei entre a cama e a sapateira. E meu filho pedindo para eu ter calma. Veio a explosão depois não escutei mais nada. epois vi tudo destruído”.
Robênia disse também que viu e ouviu um dos assaltantes pedindo para ela fechar a porta de casa e ficar escondida. "É assalto. Feche as portas da sua casa. Obedeci fiz o que ele pediu. Fechei a portinha de cima e fiquei escondida atrás do meu sofá. Fiquei escondida. E muito tiroteio. Nesse tiroteio uma pessoa liga. Era meu menino mais novo de 18 anos. Ele me pediu para correr para dentro do quarto".

A quadrilha explodiu um carro-forte e em seguida fugiu. Conforme a Polícia Militar, os criminosos usavam armas de grande poder destrutivo, como fuzis e metralhadoras, além de material explosivo. Não há relatos até esta quinta-feira (20) de pessoas feridas.
Conforme um policial relatou ao G1, o bando fechou o fluxo de veículo na CE-284, colocando um veículo Onix parado atravessando a pista. O carro-forte colidiu com o automóvel parado e, em seguida, o bando saiu de outros veículos, rendendo os funcionários.
Segundo o policial, os criminosos portavas “dezenas de bananas de dinamite” e explodiram o veículo, após retirar os funcionários do interior do veículo. Conforme a Secretaria da Segurança Pública, o bando era formado por cerca de 10 pessoas.
A Polícia Militar informou que foi ao local e reforçou a segurança nas estradas nas proximidades de onde ocorreu o crime. Até a tarde desta quarta, ninguém havia sido preso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário