RÁDIO PORTAL FM DE CATARINA ONLINE

RÁDIO PORTAL FM DE CATARINA ONLINE - WHATSAPP E CELULAR - (88) 9-8832-5446

quinta-feira, 1 de novembro de 2018

Enem permite ingresso em instituições dentro e fora do Brasil; A média obtida pelos candidatos cearenses nas provas do Exame Nacional pode ser utilizada para pleitear vagas em todo o País

Foto: Natinho Rodrigues
Democratização do acesso ao ensino superior. Essa é uma das maiores premissas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), cuja 20ª edição será aplicada nos próximos domingos, 4 e 11 de novembro, a mais de 328 mil cearenses. Além de ser aceita como forma de ingresso à Universidade Federal do Ceará (UFC), a média final obtida pelos estudantes também é utilizada no processo seletivo de instituições públicas e privadas, ampliando a possibilidade de entrada na graduação.


Atualmente, 100% das vagas dos campi da UFC são preenchidas a partir do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), por meio do qual os candidatos se inscrevem após o Enem. A Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab) e a Federal do Cariri (UFCA) também são instituições públicas do Estado que selecionam estudantes por meio do sistema.
Já a Universidade Estadual do Ceará (Uece), apesar de manter o vestibular tradicional como principal processo seletivo, também disponibiliza vagas para quem faz o Enem. "Pela lei de cotas estaduais, 50% das vagas do vestibular são para alunos da escola pública e 50% para ampla concorrência. Geralmente, sobram algumas em alguns cursos no Interior", diz o presidente da Comissão Executiva de Vestibular, Fábio Perdigão.
Permanência
Uma dessas oportunidades foi aproveitada em 2017 pela estudante Mikaelly Rodrigues, 21, que cursa o 3º semestre de Letras na Uece. "Estudei em escola pública a vida toda, e a preparação lá é sempre pro Enem. Se eu não passasse nele, não conseguiria num tradicional", afirma a estudante, que realizou o exame em dois anos consecutivos para conseguir a vaga - e se mantém cursando graças à bolsa de iniciação à docência que recebe da Universidade.
Para a estudante de enfermagem Laís Fernandes, 22, a matrícula em uma faculdade privada de Fortaleza só foi possível devido ao Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). "Usei a nota do Enem que eu tinha feito há um ano e entrei no Fies. Sem isso, não conseguiria pagar", declara.

Para a professora de Letras e diretora do campus da UFC em Crateús, Maria Elias Soares, o Enem deu "chances iguais para estudantes diferentes" ingressarem no ensino superior. Quanto aos programas de financiamento e apoio estudantil, a docente avalia que já existiam, mas que "foi conferida maior qualidade" após vinculação ao Enem.
Exterior
Além das instituições locais e nacionais, estudantes que prestam o Enem podem pleitear vagas em 35 universidades e faculdades de Portugal parceiras do MEC que aceitam a nota no processo de seleção. Os convênios interinstitucionais, porém, ressalta a Pasta, "não envolvem transferência de recursos e não preveem financiamento estudantil por parte do governo brasileiro. Até abril deste ano, segundo o MEC, mais de 1,2 mil brasileiros foram aprovados em instituições portuguesas por meio do exame.

Vale ressaltar, ainda, que as universidades públicas do país europeu cobram mensalidades, que também devem ser custeadas pelos estudantes; e ainda que “a revalidação de diplomas e o exercício profissional no Brasil de quem cursar o ensino superior em Portugal estão sujeitos à legislação brasileira”. Até abril deste ano, segundo o MEC, mais de 1,2 mil brasileiros foram aprovados em instituições portuguesas por meio do exame.

Universidades de Portugal que aceitam a nota do Enem:
Universidade de Coimbra
Universidade de Algarve
Instituto Politécnico de Leiria
Instituto Politécnico de Beja
Instituto Politécnico do Porto
Instituto Politécnico de Portalegre
Instituto Politécnico do Cávado e do Ave
Instituto Politécnico de Coimbra
Universidade de Aveiro
Instituto Politécnico de Guarda
Universidade de Lisboa
Universidade do Porto
Universidade da Madeira
Instituto Politécnico de Viseu
Instituto Politécnico de Santarém
Universidade dos Açores
Universidade da Beira Interio
Universidade do Minho
Cooperativa de Ensino Superior Politécnico e Universitário
Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias
Instituto Politécnico de Setúbal
Instituto Politécnico de Bragança
Instituto Politécnico de Castelo Branco
Universidade Lusófona do Porto
Universidade Portucalense
Instituto Universitário da Maia (Ismai)
Instituto Politécnico da Maia (Ipmaia)
Universidade Católica Portuguesa
Universidade Fernando Pessoa – UFP
Instituto Universitário de Ciências Psicológicas, Sociais e da Vida - Ispa
Instituto Leonardo da Vinci - ILV
Escola Superior de Saúde do Alcoitão - ESSA
Universidade Lusíada – Norte
Universidade Lusíada
Instituto Universitário de Ciências Psicológicas, Sociais e da Vida



Nenhum comentário:

Postar um comentário