VOCÊ ESTÁ OUVINDO A RÁDIO CATARINA FM ONLINE - WHATSAPP (88) 9-8854-7627

VOCÊ ESTÁ OUVINDO A RÁDIO CATARINA FM ONLINE - WHATSAPP (88) 9-8854-7627
CLIQUE NA IMAGEM E BAIXE O RÁDIOS NET E LEVE A RÁDIO CATARINA FM ONLINE COM VOCÊ

quinta-feira, 20 de dezembro de 2018

Motorista de ônibus que tombou veículo e matou 18 pessoas em Canidé é condenado a 6 anos de prisão

Foto: Antônio Carlos Alves
A Justiça condenou o motorista do ônibus que ocasionou a morte de 18 pessoas, em Canindé, no Sertão Central, a seis anos e nove meses de detenção por homicídio culposo e lesões corporais culposas em regime semi aberto. O acidente aconteceu em maio de 2014. Segundo o juiz José Hercy Ponte de Alencar, da 2ª vara da Comarca de Canindé, o motorista Francio dascs Chagas Pereira, foi responsável pelo acidente. “Todas

as vítimas e testemunhas que estavam dentro do ônibus no momento do acidente, foram unânimes em afirmar que o acusado vinha conduzindo o veículo em alta velocidade; que vinha conversando com outras pessoas; e que não alertou os passageiros acerca do uso do cinto de segurança”, ressaltou o magistrado. A defesa de Francisco das Chagas alegou a inexistência de crime culposo e de provas de que o denunciado não respeitou a distância regular de segurança ou que estivesse trafegando em velocidade superior à permitida. Argumentou ainda que o acidente foi ocasionado por caso fortuito e força maior. A pena ainda prevê a suspensão da Carteira Nacional de Habilitação do réu pelo prazo de quatro anos.

acidente aconteceu no Km 303 da Br-020 no município de Canindé. O ônibus da Viação Princesa dos Inhamuns trafegava em direção à Fortaleza no dia 18 de maio de 2014. O motorista ao aproximar-se de uma bifurcação, o veículo colidiu a parte frontal esquerda no meio fio. Na tentativa de estabilizar o coletivo, o motorista efetuou uma curva acentuada à direita, perdendo o controle e fazendo o veículo tombar na rodovia. Na ocasião, 18 passageiros faleceram em decorrência do acidente e outros 18 sofreram lesões corporais.




Nenhum comentário:

Postar um comentário