RÁDIO PORTAL FM DE CATARINA ONLINE

RÁDIO PORTAL FM DE CATARINA ONLINE - WHATSAPP E CELULAR - (88) 9-8832-5446

terça-feira, 17 de outubro de 2017

RUSSAS - Criminoso morre em confronto com PM do RN

Foto - Diário do Nordeste 
Foragido do Sistema Penitenciário do Ceará e dono de uma longa ficha criminal, José Delano Diógenes, o 'Delaninho', de 40 anos, morreu em um confronto com a Polícia Militar do Rio Grande do Norte, na cidade de Russas, no Ceará, ontem. A ação foi resultado de uma perseguição policial iniciada no Município de Mossoró (RN), onde o criminoso roubou um veículo. De acordo com a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), Delano Diógenes teria tomado de assalto um automóvel Toyota Corolla junto com comparsas. Na sequência, continuou a fuga em direção ao Ceará, em um segundo carro, um Volkswagen Voyage. Durante o percurso, na cidade de Baraúna (RN), o veículo colidiu e foi abandonado.


Uma equipe de pronto socorro foi acionada para socorrer 'Delaninho', mas durante o atendimento médico ele roubou a ambulância e continuou a fuga, atirando contra os PMs. Ao chegar em Russas, no Ceará, os policiais do Rio Grande do Norte revidaram os disparos e 'Delaninho' foi atingido. Ele chegou a ser encaminhado para um hospital da cidade, mas já chegou morto. Com o criminoso, a Polícia Civil cearense apreendeu um fuzil calibre 5.56 municiado.
"Um procedimento sobre a apreensão da arma e a guia cadavérica do suspeito, bem como as informações sobre possíveis comparsas do criminoso serão encaminhados à Polícia Civil do Rio Grande do Norte, que vai dar continuidade às investigações", informou a SSPDS, em nota.
Perigoso
Uma das prisões de José Delano Diógenes foi realizada pela equipe da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF), após investigações sobre ataques a banco no Ceará. O titular da DRF, Raphael Vilarinho, que participou da captura, afirmou que o criminoso era perigoso e liderava um bando atuante em vários Estados.
"Ele não era apenas assaltante de banco. Era traficante e homicida também. Com as investigações descobrimos que era chefe do bando organizado, que agia na região do Vale do Jaguaribe e possuía ramificações no Rio Grande do Norte", declarou.
O delegado lembra que dezenas de homicídios cometidos por Francisco Ozivaldo da Silva Sousa contavam coma participação intelectual de 'Delaninho'. "Junto com Ozivaldo, ele matava qualquer pessoa que fosse ordenado pela pessoa que estava pagando. Esteve envolvido em diversas pistolagens", afirmou.
Vilarinho lembra que Delano começou a agir como homicida e só depois migrou para outros tipos de crimes. "Ele começou a matar, depois passou para o assalto a banco e, com o dinheiro que conseguia roubando bancos, investiu no tráfico de drogas. O 'Delaninho' era um individuo que tinha muito poder em relação aos outros bandidos. Era muito temido, muito perigoso", afirmou o delegado.