quinta-feira, 30 de novembro de 2017

LIBERTADORES - Grêmio campeão com direito a baile

Foto: AFP
Nem o torcedor mais fanático do Grêmio esperava uma exibição tão à altura do que foi a campanha do Tricolor Gaúcho na Taça Libertadores. Com um esquema de jogo bem definido pelo técnico Renato Potaluppi, a equipe brasileira parecia jogar em casa e dominou a partida contra o Lanús, que entrou completamente perdido em campo e não demorou para o novo tricampeão do continente ampliar a vantagem que já havia conseguido, ainda no primeiro jogo. Aos 27 minutos, Fernandinho aproveitou um vacilo da defesa para avançar e marcar um belo gol na saída do goleiro Andrada. Se o 1 a 0 já estava bom, a alegria gremista se estendeu aos 41 minutos, quando o jovem Luan
teve toda frieza para se livrar da marcação adversária e tocar por cima do goleiro e anotar um verdadeiro golaço na partida.
E se no primeiro tempo o Grêmio abusou de jogar futebol, na segunda etapa, os gaúcho jogaram de forma inteligente e um pouco mais recuados, sabendo que os argentinos iriam querer tirar o prejuízo a qualquer custo logo nos minutos iniciais.
Controle
Com a postura mais defensiva, o time brasileiro ainda tomou alguns sustos como aos 19 minutos, com a bola perigosa levantada na área e Marcelo Grohe fazendo grande defesa.
A persistência do Lanús para conseguir o que parecia impossível seguiu, mas nem o gol de pênalti, anotado pelo atacante Sand, aos 26, e a expulsão do meia Ramiro, por reclamação, incomodaram o time gremista, que mantive a calma e chegou ao 3º título da competição continental em sua história.