RÁDIO PORTAL FM DE CATARINA ONLINE

RÁDIO PORTAL FM DE CATARINA ONLINE - WHATSAPP E CELULAR - (88) 9-8832-5446

segunda-feira, 4 de dezembro de 2017

Garoto de 15 anos assume ter assassinado o próprio pai a faca e pauladas, em Assaré

Foto - Caririceara.com
 Um adolescente de 15 anos apreendido nesta terça-feira (28), em Assaré afirmou a polícia ter matado o próprio pai. O crime ocorreu por volta das 20h20min da terça-feira, dia 24 de outubro deste ano, no Sítio charcão, Distrito de Genezaré, distante cerca de 30 km da sede do município. Antonio Niwton Gomes, 37 anos, que era mais conhecido por “Niltão” sem passagem pela polícia, que residia no Sítio Varjota naquele distrito foi assassinado a golpes de faca e pauladas. Naquela ocasião o menor, R.A.G disse a polícia que seguia como garupeiro de uma motocicleta moto, uma Honda NXR 150 Bros de cor preta, ano/modelo 2014/2014, placa OZJ-2801 guiada pela vítima quando foram parados por dois indivíduos desconhecidos ocupantes de uma moto de características não anotadas, um deles armado com revólver que foram logo atacando a vítima a golpes de faca e pauladas, enquanto que ele fugiu correndo para pedir ajudar.

No entanto a versão apresentada pelo garoto não convenceu a polícia, sobretudo, pelo recebimento de denúncias de populares. De modo que na manhã de hoje, passados 35 dias do ocorrido uma equipe de militares sob o comando do sargento Bandeira, se deslocou ao local do crime, e após buscas localizou num matagal, distante aproximadamente 10 metros do local do assassinato, “uma lâmina de faca, sem o cabo de empunhadura”. O referido instrumento fora conduzido a casa da avó do adolescente em questão, na Vila Varjota onde o mesmo se encontrava, sendo-lhe apresentado, fato que gerou mudança brusca na  expressão do jovem, o qual inclusive passou a lacrimejar, circunstância que permaneceu por alguns minutos, até quando resolveu confessar o homicídio.
De acordo com os policiais, o rapaz contou que teve uma acirrada discussão com o pai, em razão de não aceita que seu genitor negociasse com motos de procedência duvidosa, sendo que em dado momento após a vítima parar a moto, e lhe agrediu com uma tapa no rosto, ocasião em que tomou uma faca que o seu genitor carregava na cintura, vindo em seguida a desferir vários golpes com a arma na vítima, inclusive, na garganta e não satisfeito utilizou um pedaço de madeira para acertar “Niltão” outras vezes que morreu no local.Ainda segundo o registro policial, o referido menor reconheceu a lamina de faca como sendo  a arma que utilizou para matar o pai. Ele disse ainda que a primeira versão apresentada foi inventada para desvirtuar a investigação da polícia e assim eximir-se da responsabilidade. Face o exposto, o mesmo fora apresentado na Delegacia Municipal de Polícia Civil de Assaré, onde o delegado titular, bacharel Bruno Rafael Vital Sampaio após colher a oitiva do réu confesso, encaminhou os fatos ao Ministério Público daquele município solicitando a Internação Cautelar, aguardando, portanto, deliberação do referido Órgão e por consectário do Juízo local.