RÁDIO PORTAL FM DE CATARINA ONLINE

RÁDIO PORTAL FM DE CATARINA ONLINE - WHATSAPP E CELULAR - (88) 9-8832-5446

quarta-feira, 24 de janeiro de 2018

Sete terminais no Interior do Ceará já podem receber voos comerciais; Jericoacoara, Aracati, Iguatu, Crateús, Camocim, São Benedito e Sobral

Diário do Nordeste 
Sete municípios cearenses já estão preparados para receber os voos que os conectará diretamente a Fortaleza. De acordo com o gerente de aeroportos do Departamento Estadual de Rodovias (DER), coronel Paulo Edson Ferreira, os terminais de Jericoacoara, Aracati, Iguatu, Crateús, Camocim, São Benedito e Sobral já estão "homologados e liberados pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e pelo Departamento de Controle do Espaço Aéreo (Decea)" para as operações. "Está faltando apenas a formalização das empresas, a assinatura dos contratos para se iniciarem os voos", acrescenta o coronel.

A Gol Linhas Aéreas irá implementar as operações, juntamente com a TWO Taxi Aéreo. O governador Camilo Santana afirmou ontem (23), em conversa com internautas via Facebook, que até maio deste ano as rotas estarão em atividade. "Acredito que em abril ou maio a gente possa estar lançando, operando esses voos regionais aqui no Ceará", previu. "Esse prazo que o governador apontou é plenamente factível", ratificou o gerente de aeroportos.
Procurada pela reportagem, a Gol Linhas Aéreas não comentou as informações. "Como empresa competitiva, a companhia está sempre avaliando novas oportunidades, porém no momento não há novidades para novos voos na região", afirmou a empresa, em nota.
Apesar de a companhia ainda não conceder detalhes sobre os voos, o coronel Paulo Edson Ferreira garante que todas as sete operações serão lançadas "de uma vez só" e serão comercializadas pelo site da Gol.
Preço
O gerente de aeroportos diz que ainda não é possível estimar o valor das passagens, mas afirma que elas sairão mais baratas para os clientes que vierem de fora do Estado. "Se você comprar a passagem Rio de Janeiro- Sobral, o preço desse trecho (dentro do Estado) vai ser menor do que se fosse só o trecho Fortaleza-Sobral", prevê o coronel.
Ainda sobre os valores, Paulo Edson garante que "a escolha da aeronave é muito importante. Essa Cessna Caravan é uma aeronave com o melhor custo-benefício para essa quantidade de passageiros". O meio de transporte terá capacidade para transportar apenas 12 passageiros, segundo o coronel.
Demanda
O gerente diz ainda que os voos que ligarão a Capital cearense a municípios do Interior serão demandados tanto por turistas cearenses como pelos que virão de fora. "No caso de Jericoacoara, esse trecho vai ser mais utilizado pelos fortalezenses, pois já temos voos de São Paulo, Recife, Belo Horizonte (direto para Jericoacoara)", explica.
A expectativa do governo do Estado é que as novas frequências estaduais possibilitem a venda de trechos de Paris ou Amsterdã para Jericoacoara ou Aracati, já que a Gol é parceira da Air France-KLM, companhia que irá operar voos diretos entre a Capital cearense e os dois destinos internacionais a partir de maio deste ano.
Os sete voos regionais a serem lançados nos próximos meses irão contribuir para que o número de passageiros da aviação regional no Ceará cresça 72% nos próximos 20 anos, segundo relatório do Ministério dos Transportes.
De acordo com os dados do levantamento, em 2017, 5,9 milhões de pessoas utilizaram os terminais de Fortaleza, Juazeiro do Norte, Jericoacoara, Sobral, Iguatu, Crateús e Aracati. Em 2037, o Ministério projeta que esse movimento saltará para 10,3 milhões de passageiros.
Aracati e Jeri
Aeroporto de Aracati, que ainda não opera voos comerciais, é um dos destaques do relatório. No ano de 2037, o terminal deverá movimentar quase 194 mil passageiros, um crescimento da ordem de 93,6% em relação a 2017 (100 mil).
O Aeroporto de Jericoacoara seguirá a mesma tendência. O terminal hoje já recebe 10 voos semanais de São Paulo (Congonhas e Guarulhos), Campinas (Viracopos), Recife e Belo Horizonte (Confins). Daqui a 20 anos, o destino turístico deverá receber quase 227 mil passageiros, uma alta de 56% em relação ao total do passado (145,2 mil), quando foram iniciadas as operações regulares no terminal