RÁDIO PORTAL FM DE CATARINA ONLINE

RÁDIO PORTAL FM DE CATARINA ONLINE - WHATSAPP E CELULAR - (88) 9-8832-5446

quinta-feira, 15 de fevereiro de 2018

Mulher é morta por espancamento em Iguatu; marido é o suspeito

Marido seria autor
Diário do Nordeste 
O suspeito de um feminicídio, registrado no município de Iguatu, na Região Centro-Sul, durante o Carnaval, está sendo procurado pela Polícia. O homem conhecido na Cidade como 'Nonato' teria espancado a esposa, Maria Helena Costa, na segunda-feira (12). A agente de saúde não resistiu aos ferimentos e morreu, na última terça-feira (13). O caso foi registrado na Delegacia Regional de Iguatu, mas depois foi transferido para a Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) do Município, de acordo com o delegado regional Jefferson Pereira. O marido de Maria Helena é o principal suspeito do crime e permanece foragido. "O irmão dela é vizinho dos dois, e viu quando um homem chegou e bateu na porta. Os familiares dela acham que era o marido. No momento ela estava sozinha em casa", afirmou o delegado.

Segundo Jefferson Pereira, a família revelou que a vítima já havia sofrido agressões físicas, cometidas por 'Nonato' em outras ocasiões, e que ele tinha um comportamento violento após consumir bebidas alcoólicas. No dia em que ocorreu o espancamento, o marido da vítima foi visto bebendo nas proximidades da residência dela.
Alguns documentos do suspeito foram encontrados rasgados no local do crime. "A família está supondo que, por algum motivo, a vítima rasgou os papéis e isso teria deixado 'Nonato' muito furioso, o que motivou o ataque", relata o delegado. Maria Helena foi sepultada, ontem, às 16h.
Interrogatório
'Nonato' ainda não foi localizado pela Polícia. O suspeito entrou em contato com os investigadores, porém, dois advogados compareceram à Delegacia Regional para informar que ele se declara inocente, e nega qualquer tipo de envolvimento no caso. O marido da vítima deve se apresentar, hoje, na Delegacia da Mulher de Iguatu para um interrogatório. Segundo os advogados, o próprio suspeito pediu para comparecer à Delegacia