sábado, 3 de março de 2018

Bandidos explodem banco em Santana do Cariri e entram em confronto com polícia

banco santana do cariri
Foto - Diário do Nordeste 
Por volta das 2h da manhã deste sábado (3), um grupo de cerca de 20 bandidos explodiu o Banco do Brasil do município de Santana do Cariri. A agência, que ficou completamente destruída, fica localizada bem próxima da Prefeitura Municipal, ambas na Rua José Augusto. Até o momento, não há presos e não se sabe a quantidade de dinheiro roubado pelos criminosos, de acordo com a Polícia Militar.  Foram quatro carros usados pelos suspeitos na operação, duas SW4, um Amarok e um Fiat Toro. Enquanto parte dos bandidos encurralou a Polícia na delegacia do município, com trocas de tiros; a outra parte dos criminosos explodiu e roubou o banco da cidade. Os suspeitos fizeram algumas
pessoas de reféns, utilizando-as comoescudo humano, mas logo em seguida liberaram as vítimas. 
"Eles se dividiram na fuga. Uma parte se deslocou para a região de Exu, em Pernambuco. Mas antes de eles chegarem na CE, houve um confronto com o Batalhão de Divisas e com a Força Tática. Eles entraram no matagal e ficou o rastro de sangue em um dos carros", informou o major Lucivando Rodrigues, comandante da 5ª Cia do 2º batalhão, da região do Crato. 
Ainda de acordo com ele, a Polícia apreendeu, além dos dois carros usados na fuga, um fuziu 7,62, um rifle .44 e duas espingardas calibre 22. "Eles também deixaram para trás uma grande quantidade de explosivos, dinamites e cordas detonantes".
O Cotar, o Batalhão de Divisas e o Batalhão de Choque continuam as diligências e, no momento, fazem busca no matagal, para encontrar os suspeitos. O major Lucivando afirma ainda que "possivelmente" a quadrilha é de Pernambuco, já que fugiram em direção ao Estado vizinho. 
Em nota, a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do estado (SSPDS) afirma que as buscas aos criminosos estão concentradas na  localidade rural conhecida por Pontal da Santa Cruz, na divisa entre o município cearense e a cidade pernambucana de Exu. A secretaria informa ainda que nenhum profissional de segurança foi ferido e que há indícios de que um dos suspeitos tenha sido lesionado. "As investigações acerca do caso estão a cargo, inicialmente, da Delegacia Regional do Crato. Contudo, após a instauração do inquérito policial, o caso será transferido para a Delegacia de Roubos e Furtos (DRF) da Polícia Civil do Ceará", afirma  a nota