terça-feira, 3 de abril de 2018

Prédios da Avenida Paulista e do Centro de SP são esvaziados após relatos de tremores

Pessoas deixam prédios na Paulista (Foto: Rafael Alcadipani/Arquivo Pessoal )
Foto: Rafael Alcadipani/Arquivo Pessoal )

Prédios na região da Avenida Paulista e do Centro de São Paulo foram esvaziados por volta das 11h segunda-feira (2) após relatos de tremores. Não há informações sobre feridos. Um terremoto de 6,8 graus foi registrado na BolíviaO Prédio da Petrobras no número 901 da Avenida Paulista, e do Ministério Público na Rua Riachuelo, no Centro, foram esvaziados. O capitão Marcos Palumbo, porta-voz do Corpo de Bombeiros em São Paulo, afirmou que a corporação recebeu chamados de tremores na Paulista, Centro, além da Vila Maria, na Zona Norte e Anália Franco, Zona Leste, entre outros locais. De acordo com os bombeiros, foram 112 ligações relacionadas com o terremoto na capital.

“Recebemos uma série de chamados de pessoas que estavam sentindo terremoto, abalos estruturais”, disse Palumbo. Segundo o capitão, equipes dos bombeiros foram acionadas e estão nos locais, como prédios particulares e públicos, avaliando se eles sofreram algum dano estrutural. “Serão feitas vistorias para ver se tem indício de rachadura. As pessoas só devem retornar ao local após atestarem que não há risco”, afirmou.
Segundo orientações do Corpo de Bombeiros, em casos de tremor, deve-se evacuar os prédios pelas escadas de emergência. Na sequência, acionar a brigada de incêndio para auxiliar. O prédio deve ficar esvaziado até a “checagem da edificação”.