RÁDIO PORTAL FM DE CATARINA ONLINE

RÁDIO PORTAL FM DE CATARINA ONLINE - WHATSAPP E CELULAR - (88) 9-8832-5446

terça-feira, 29 de maio de 2018

Dois carros-fortes atacados na Capital e no Interior do Estado

Foto - Diário do Nordeste 
Dois carros-fortes foram atacados por criminosos, em ações diferentes no Estado, durante a manhã de ontem. Na primeira, uma tentativa de assalto terminou com um vigilante baleado e alvoroço na área nobre de Fortaleza. Cerca de uma hora depois, uma quadrilha explodiu um veículo blindado, na BR-222, entre São Luís do Curu e Umirim, fugindo com o dinheiro. De acordo com informações de policiais militares que atenderam a ocorrência e não quiseram se identificar, por volta de 9h30, o carro-forte da empresa Brinks vinha pela Rua Marcos Macêdo e estacionou próximo à Rua Visconde de Mauá, na frente de um portão de um shopping center, na Capital. No momento em que um vigilante transportava um malote de dinheiro para dentro do estabelecimento comercial, os criminosos surgiram e realizaram a abordagem.

O vigilante reagiu e trocou tiros com os assaltantes. Ele foi baleado no peito esquerdo, mas não corre risco de morte, segundo a Polícia Militar. Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) atendeu o homem ferido e o levou para o Instituto Doutor José Frota (IJF), no Centro.
No embate com os assaltantes, os vigilantes conseguiram evitar que o dinheiro fosse roubado. No entanto, um revólver calibre 38, do profissional de segurança, foi levado pela quadrilha, que fugiu em seguida. Informações preliminares dão conta de que pelo menos cinco homens participaram da ação criminosa, utilizando, além de um carro, pelo menos duas motocicletas.
O tiroteio assustou quem passava pelo local, o qual costuma ter grande movimentação de pessoas a pé e em veículos. O motorista Natanael Loiola descarregava mercadorias do seu caminhão furgão, na Rua Marcos Macêdo, a metros de onde ocorreu a tentativa de assalto. Ele se escondeu embaixo do seu próprio automóvel, com medo de ser atingido por “bala perdida”.
“Estava eu e uma moça que trabalha na empresa (sic). Para a gente escapar, eu e ela nos escondemos embaixo do caminhão. A gente estava ali atrás. O carro-forte parou aqui para descarregar dinheiro. Um carro-forte desses, não ter nenhuma segurança. (Se) até o homem que estava armado levou um tiro, imagina a gente. Foi muito tiro. É só Deus mesmo para olhar para a gente. A gente vai trabalhar sem saber se volta”, relatou o motorista Natanael Loiola, após a ação.
Dupla
Equipes de vários batalhões da Polícia Militar e da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF), da Polícia Civil, compareceram ao local da tentativa de assalto, para levantar as primeiras informações sobre o crime e iniciar as buscas pelos criminosos. 
A PM seguiu os rastros da quadrilha e uma equipe do Batalhão de Policiamento de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (BPRaio) conseguiu prender dois suspeitos, em uma motocicleta Yamaha Factor, de cor preta, na Avenida Doutor Theberge.
José Erinaldo Barreto da Silva, de 23 anos de idade, e Marcondes Pinheiro da Costa, 30, foram levados à DRF, com as três armas de fogo apreendidas com eles: o revólver do vigilante baleado e duas pistolas calibre 380.
A dupla foi autuada pelos crimes de formação de quadrilha, roubo, porte ilegal de arma de fogo e tentativa de latrocínio. José Erinaldo já respondia por tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo, enquanto o comparsa tinha passagens por tráfico de drogas, porte ilegal de arma de fogo e homicídio.
Explosão
Por volta de 10h30, uma quadrilha fortemente armada interceptou e explodiu um carro-forte na BR-222, na localidade de Frios, em São Luís do Curu. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), os criminosos fugiram com o dinheiro. Centenas de cédulas ficaram na estrada e foram recolhidas por transeuntes.
De acordo com policiais militares que preferiram não se identificar, os suspeitos chegaram em duas caminhonetes e três carros de passeio e utilizaram um ônibus para bloquear a rodovia federal. Em poucos minutos, a quadrilha explodiu o veículo blindado e fugiu em seguida, para um local ainda desconhecido.
Policiais militares e civis dos municípios vizinhos realizam diligências pela região, em busca dos suspeitos. Ninguém foi preso até o fechamento desta matéria, contudo, um oficial da PM contou que alguns criminosos já foram identificados. 
Repetição
Um grupo criminoso havia sido preso em São Luís do Curu, na última segunda (21), por suspeita de participação em ataques a instituições financeiras. Com eles, foram apreendidos dois veículos, munições e aparelhos celulares. Entre os quatro homens detidos, três tinham mandados de prisão em aberto por roubo.
Essa foi a segunda explosão de carro-forte, em São Luís do Curu, somente neste ano. O outro ataque ocorreu no dia 5 de abril, em ação semelhante. Criminosos em veículos perseguiram o carro blindado e conseguiram interceptá-lo e explodi-lo.
Com as duas ações criminosas de ontem, já são seis ataques a carros-fortes neste ano, no Ceará. Os outros crimes ocorreram em Santa Quitéria, Mombaça e Aracati. Ao total, 19 instituições financeiras foram atacadas (sem contar chegadinhas e saidinhas bancárias), em 2018, no Estado, segundo informações do Sindicato dos Bancários do Ceará.