quinta-feira, 3 de maio de 2018

Moradores da Vila São Gonçalo protestam em frente a Cagece e ao Fórum de Catarina contra o funcionamento da adutora da barragem da vila para abastecer a sede.


Galeria de fotos - Clique AQUI

Dezenas de moradores da Vila São Gonçalo, distante 19 km da sede do município de Catarina, realizaram na manhã desta quarta-feira (2), manifestação em frente a Cagece de Catarina e em seguida caminharam até o Fórum onde uma comissão foi recebida pelo promotor de Justiça da Comarca de Catarina, Dr. Alexandre Paschoal Konstantinou.

O protesto dos moradores da Vila São Gonçalo se deu a partir do momento em que a Cagece iniciou o abastecimento de água da Barragem Rivaldo de Carvalho, na referida vila, para a cidade de Catarina através da adutora, na última semana, causando desconforto para os moradores da vila que temem ficar sem água, já que a barragem acumula atualmente 6,50% da capacidade, ou seja, 1 milhão e 300 mil metros cúbicos de água o que segundo os moradores seria insuficiente para abastecer a cidade de Catarina e a própria vila.

Os moradores da Vila São Gonçalo alegam que atualmente a cidade de Catarina vem sendo atendida pela adutora emergencial do açude Buenos Aires, que fica próximo à sede,  e que o mais tardar até o final do mês de julho a adutora do açude Arneiroz II, em Arneiroz já vai está pronta e abastecendo a cidade de Catarina.

Os moradores então se reuniram e realizaram o protesto saindo da Vila São Gonçalo, passando pelo Bairro Lagoinha sentido centro da cidade onde aconteceu a primeira parada em frente a Cagece. Os moradores da Vila São Gonçalo permaneceram por cerca de 10 minutos, e não foram recebidos por nenhum funcionário da empresa.

Em seguida os moradores com faixas e cartazes seguiram em direção ao Fórum de Catarina, onde uma comissão foi recebida pelo promotor Dr. Alexandre Paschoal Konstantinou, que marcou uma audiência pública para esta sexta-feira (4), as 14h, nas dependências do Fórum.
O protesto contou com o apoio dos moradores da Vila São Gonçalo, dos ex-vereadores Reginaldo Gomes e Paulo Derval, dos vereadores Rivelino Mendonça, Dr. Renan Guedes e André Teixeira. O protesto foi coordenado pela professora Luiza Gomes, enfermeira Guiomar Altino entre outros.


Reportagem e fotos – Diomar Araújo / Blog do Diomar Araujo.