quarta-feira, 29 de agosto de 2018

Morte do vereador Valmir do Monte Alegre; réu é absolvido pelo júri popular de Catarina.



Francisco Maikel Vasconcelos, 35 anos, foi absolvido nesta quarta-feira (28), pelo júri popular durante julgamento no Fórum da Comarca de Catarina. O julgamento teve início por volta das 14h, e só terminou às 20h, com a leitura do resultado do júri popular, feita pelo presidente do júri, Juiz Dr. Francisco Hilton de Luna Filho, que absolveu Francisco Maikel Vasconcelos, que se encontrava recolhido cadeia pública de Arneiroz. 

Em abril de 2016, após uma discussão entre o acusado Maikel e o vereador Valmir do Monte Alegre, na Praça Caboclinho em Catarina, que terminou com a morte do vereador, que foi alvejado por dois disparos de arma de fogo, e morreu no local. Em maio do mesmo ano, 45 dias após o crime, Maikel se apresentou com advogado na Delegacia de Polícia Civil de Tauá, foi ouvido, mas contra o mesmo já havia um mandado de prisão expedito pela Comarca de Catarina. Maikel foi preso inicialmente na cadeia pública de Tauá e posteriormente transferido para a cadeia pública de Arneiroz, onde encontrava-se recolhido até o dia de ontem (terça-feira (27), dia do julgamento em que o mesmo foi absolvido pelo júri popular de Catarina.   

O júri popular foi presidido pelo Juiz da Comarca de Catarina, Dr. Francisco Hilton de Luna Filho, o Ministério Público foi representado pelo promotor Dr. Alexandre Paschoal Konstantinou e o advogado do réu foi Dr. José Viana de Abreu.

Cerca de 200 pessoas compareceram ao Fórum para assistir o julgamento, mas apenas 50, tiveram acesso ao salão do júri, devido ao espaço não suportar a expressiva quantidade de pessoas.

Reportagem e foto – Diomar Araújo / Blog do Diomar Araujo.



Nenhum comentário:

Postar um comentário