RÁDIO PORTAL FM DE CATARINA ONLINE

RÁDIO PORTAL FM DE CATARINA ONLINE - WHATSAPP E CELULAR - (88) 9-8832-5446

domingo, 21 de outubro de 2018

Fernando Haddad tem dia de campanha em Fortaleza e no Cariri

Foto: José Leomar
O presidenciável do PT, Fernando Haddad, em visita ao Ceará, ontem, teceu elogios a Ciro Gomes (PDT), candidato derrotado no primeiro turno, e disse que já teria 70% dos votos do eleitorado do pedetista no Estado. Junto ao governador Camilo Santana (PT) e outros apoiadores, o petista fez campanha em Fortaleza e nos municípios do Crato e de Juazeiro do Norte, no Cariri.


Pela manhã, em discurso na Praça do Ferreira, Camilo chegou a dizer que a vinda do correligionário ao Ceará é “o início da virada” neste segundo turno. O governador afirmou, ainda, que nos próximos sete dias mobilizará toda a base aliada em torno da candidatura de Haddad. “Vamos fazer um movimento grande”, frisou. Em Juazeiro do Norte, o presidenciável disse que, se alcançar, no Ceará, a votação obtida por Camilo – 3.457.556 votos –, a maior do País em 2018, estará “satisfeito”.

Dia cheio
O dia de campanha de Haddad no Estado começou com caminhada partindo da Praça da Bandeira, no Centro de Fortaleza. Depois, ele participou de ato político na Praça do Ferreira que reuniu milhares de apoiadores. Em entrevista coletiva, questionado sobre o “apoio crítico” do PDT à candidatura, destacou a importância da sinalização de Ciro Gomes. “O Ciro é um grande brasileiro. Mesmo tendo sido crítico, o apoio dele é muito importante. 70% dos eleitores dele estão com a gente, e vim aqui buscar os outros 30%”. 
Já em pronunciamento, Haddad afirmou que é preciso investir no desenvolvimento do Ceará, bem como concluir a Transnordestina. “Vamos gerar emprego com a retomada das obras. Sempre estou de espírito desarmado, mas com determinação de colocar um livro numa mão e a carteira de trabalho na outra”, afirmou. 

O candidato também subiu o tom contra Jair Bolsonaro (PSL), a quem chamou de “soldadinho de araque”. “Há muito tempo, ele só vomita barbaridades e não tem coragem de falar na minha cara. Vem falar da minha família na minha cara, vem me enfrentar, soldadinho de araque. Ele não está preparado para presidir a República e não vai presidir a República”, disparou o petista. 

Da Capital, ele seguiu para Juazeiro do Norte, à tarde, e depois para o município vizinho, Crato. Além de Haddad, participaram da agenda em Fortaleza e no Cariri a presidente do PT, Gleisi Hoffmann, e o presidenciável do PSOL derrotado no primeiro turno, Guilherme Boulos, além de prefeitos e outras lideranças. 
A visita do presidenciável ao Crato e a Juazeiro do Norte, justificou ele, foi motivada por priorizar locais onde há universidades criadas na época em que esteve à frente do Ministério da Educação, caso da Universidade Federal do Cariri (UFCA). Ainda ontem, após deixar o Ceará, Haddad foi para Picos (PI).

(Colaborou Antônio Rodrigues)




Nenhum comentário:

Postar um comentário