VOCÊ ESTÁ OUVINDO A RÁDIO CATARINA FM ONLINE - WHATSAPP (88) 9-8854-7627

VOCÊ ESTÁ OUVINDO A RÁDIO CATARINA FM ONLINE - WHATSAPP (88) 9-8854-7627
CLIQUE NA IMAGEM E BAIXE O RÁDIOS NET E LEVE A RÁDIO CATARINA FM ONLINE COM VOCÊ

terça-feira, 11 de dezembro de 2018

"A operação foi um fracasso", disse o procurador-geral Plácido Rios sobre a tragédia em Milagres

Foto: Emanoela Campelo
O procurador-geral de Justiça, Plácido Rios, criticou a ação dos policiais durante a tentativa de ataque a duas agências bancárias no município de Milagres que deixou 14 mortos. "A operação foi evidentemente um fracasso sob todos os aspectos", afirmou durante coletiva na tarde desta segunda-feira (10).   Plácido Rios afirmou que foi criada uma comissão de procuradores para acompanhar o caso. A equipe é composta pelos promotores de Justiça Humberto Ibiapina, Gomes Câmara, Luciana de Aquino,

Fernanda Andrade, Manuel Pinheiro, Nelson Gesteira, Juliana Mota, Daniel Ferreira e Leonardo Marinho.

O procurador disse também que não vai abrir uma investigação paralela. "O objetivo maior é que tenhamos um conjunto de autoridades, polícia judiciária, perícia, controladoria, atuando com esse mesmo objetivo. Quanto mais contundente for a aprova, mais terá a importância ser recolhida e mais a gente terá cuidado para evitar que provas se percam", afirmou.   
A tragédia teve início por volta das 2h30 da sexta-feira, quando uma quadrilha armada e com reféns, foi surpreendida por equipes policiais. Moradores do local contaram que ocorreu uma sequência de tiros, com duração de 20 minutos. Oito suspeitos e seis reféns, sendo cinco da mesma família, morreram durante o confronto. A polícia prendeu ainda oito suspeitos da participação no crime. 

governador do Ceará, Camilo Santana, informou nesta segunda-feira (10) que 12 policiais envolvidos na "Tragédia de Milagres" foram afastados dos serviços até que a apuração do grupo especial de investigação da ação que resultou na morte de 14 pessoas seja finalizada. Conforme Camilo, 12 agentes de segurança que estavam na ação estão sob serviço administrativo até a conclusão da investigação

Nenhum comentário:

Postar um comentário